Mato Grosso do Sul, Sábado 19 de janeiro de 2019
 
 

Operário pode definir técnico para 2018 neste sábado

Sem Celso Teixeira, Robert de Almeida pode ter uma das alternativas do Galo para 2018

Gazeta MS Por Rogério Vidmantas - 10/11/2017 08h19

Presidente Estevão Petrallás falou dos nomes citados à diretoria e da possível preferência (foto: Divulgação) Presidente Estevão Petrallás falou dos nomes citados à diretoria e da possível preferência (foto: Divulgação)

O Operário pode ter treinador definido para o Campeonato Estadual neste fim de semana. Uma reunião entre o presidente Estevão Petrallás e a diretoria do clube neste sábado deve colocar ponto final nas discussões internas para escolher o nome do técnico. Segundo informações, cinco nomes estavam na pauta, três foram descartados por terem outros compromissos e os dois restantes, não divulgados, serão discutidos.

Nesta quarta-feira, Petrallás participou do programa Papo de Esportes, da webrádio Esporte MS e, além da escolha dos treinadores, falou também da possibilidade de ter Rodrigo Ghral para mais uma temporada e até do retorno de Eduardo Arroz, um dos destaques do time em 2017. A conversa com Cláudio Severo e Nelson Corrales pode ser vista nas páginas pessoais dos apresentadores no Facebook.

Entre os técnicos, os nomes de Cláudio Roberto, Robert de Almeida e a volta de Celso Teixeira foram citados. O primeiro deve seguir no Monte Carlo, onde foi vice-campeão nacional em Macau nesta temporada. Já Robert, embora ainda dentro das possibilidades, encontra resistência pela, ainda, pouca experiência. "Houve uma sondagem com o Robert, é um treinador que mostrou sua capacidade, mas eu confesso que não quero arriscar com uma novidade ainda, mas é a minha opinião e no sábado teremos um reunião extraordinária para isso e a maioria pode pensar diferente", explica o dirigente.

Petrallás não escondeu que sua preferência era o retorno de Celso Teixeira, técnico que levou o clube ao terceiro lugar no retorno à Série A em 2016. "Conversei com ele por uma semana, hoje [quarta-feia] pela manhã, inclusive, mas ele foi contratado pela Campinense-PB que fez uma proposta que não nos dá possibilidade de pedir para que ele venha para cá", lamentou.

Novos jogadores

Sobre jogadores, Petrallás falou em renovação quase completa no elenco que disputou a temporada 2017. De acordo com ele, alguns jogadores tiveram o ciclo no clube vencido, mas outros podem retornar. Nominalmente, o presidente citou o atacante Rodrigo Ghral e o volante Eduardo Arroz. No caso de Ghral, o retorno estaria "80% certo", muito por causa da identificação do atleta com o clube. "Ele nos tem como uma família".

Sobre Arroz, o dirigente disse que há o interesse, mas que o contato com o atleta ainda não havia acontecido à pedido do jogador. "Ele está envolvido na inauguração de um negócio próprio em Dourados e pediu um tempo para isso, mas é outro jogador que gostaríamos de ver encerrando a carreira no Operário", disse.

O Operário terá além do estadual, a participação na Copa Verde em 2018, vaga esta ganha na decisão de terceiro lugar do estadual 2017 diante do Sete de Dourados.



Envie seu Comentário