Mato Grosso do Sul, Segunda-feira 19 de novembro de 2018

Atletas sul-mato-grossenses conquistam medalhas em torneios internacionais

MS Notícias - Douradosnews - 07/11/2018 17h00


Atletas atendidos pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte-MS) se tornaram medalhistas mundiais. Nesta terça-feira (6.11), Edineia Camargo, praticante de Kung Fu, e Caiubi Ajala, lutador de Kickboxing, se encontraram com o governador Reinaldo Azambuja para agradecer o incentivo que o Governo do Estado dá ao esporte sul-mato-grossense.

Com 29 anos, Edineia é beneficiária do Bolsa-Atleta. Recentemente, ela esteve na China para participar da 9ª Copa do Mundo de Sanda, uma das vertentes do Kung Fu – competição de elite na modalidade. O evento foi realizado na cidade de Hangzhou, de 24 a 29 de outubro, com 60 lutadores de 23 países. "Fui a única representante das Américas e conquistei a medalha de prata", conta a jovem.

Já Caiubi, de 28 anos, participou do Campeonato Panamericano de Kickboxing, realizado no México de 23 a 28 de outubro – com a participação de todos os países da América Latina em sete modalidades. O jovem se sagrou campeão, conquistando a medalha de ouro, na categoria 67 kg adulto, modalidade K1. "É uma conquista muito grande", diz o rapaz, que pratica o esporte desde 2014.

Acompanhados do diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, os atletas se encontraram com o governador Reinaldo Azambuja para agradecer o apoio do Estado. "O Bolsa-Atleta é muito importante porque dá suporte ao treinamento. Hoje, no Brasil, infelizmente não são todos os atletas que conseguem se manter treinando. Muitos trabalham e treinam. Então, o programa te ajuda nisso", explica Edineia.

Além do benefício, a Fundação contribui com passagens e hospedagens em locais de competição. "A Fundesporte nos dá oportunidades de chegarmos até lá. Tem muito atleta que tem condição. Então, a Fundesporte dá a chance de chegarmos e mostrarmos nosso trabalho", conta Caiubi. "Essa também é uma forma de nos sentirmos motivados em mostrar resultados", emenda.

Para Marcelo, a concessão de bolsas fixa o atleta no Estado. "Estávamos perdendo atletas para São Paulo, Minas Gerais e outros centros onde ficam os grandes clubes. Então, com o Bolsa-Atleta temos a possibilidade desses jovens ficarem aqui representando o Estado e recebendo esse benefício", afirma ele, lembrando que o programa contempla técnicos e atletas, de bases aos profissionais.

Envie seu Comentário