Mato Grosso do Sul, Quinta-feira 25 de abril de 2019
 
 

Operário AC busca empate com Galo, mas não evita queda para Série B

Gabriel Hungaro marcou duas vezes após o time da Capital abrir 2 a 0 nos primeiros minutos de jogo

Gazeta MS Por Rogério Vidmantas - 02/03/2019 20h31

Apesar do bom jogo com quatro gols, o empate foi ruim para os dois lados (Foto: Noé Faria) Apesar do bom jogo com quatro gols, o empate foi ruim para os dois lados (Foto: Noé Faria)

O duelo entre Operários no Campeonato Estadual terminou, supreendentemente, sem vencedor. Neste sábado (2), em Itaporã, O lanterna Operário AC recebeu o Operário FC e conseguiu buscar o empate em 2 a 2, depois de ver o adversário abrir dois gols de vantagem, mas não evitou a queda para segunda divisão. O destaque do jogo foi o atacante Gabriel Húngaro, que saiu do banco ainda no primeiro tempo, marcou os gols do Tigre e chegou a empurrar a bola para as redes uma terceira vez, mas o lance foi invalidado.

O resultado frustrou os planos do Galo de se manter na captura do líder Águia Negra e, pior, tirou o time do G4. Agora com 15 pontos, disputa mais nove e pode chegar aos 24, enquanto o time de Rio Brilhante, com 22, pode fazer 28. Apesar de ter um jogo a menos que os concorrentes, o que pode mudar a situação, o Operário foi ultrapassado por Corumbaense, Sete de Dourados e Costa Rica, que venceram na rodada, e caiu para quinta posição.

O Jogo

Assim que a bola rolou no Estádio Chavinha, a impressão foi que, após 90 minutos, a vitória do Operário FC seria confirmada até com certeza facilidade. Logo aos quatro minutos, Alberto cobrou escanteio pela direita e Jones, de cabeça, contou com vacilo do goleiro Lyon para abrir o placar. Com total domínio, outras chances apareceram, mas o segundo gol saiu aos 25 minutos. Wrangler fez bela jogada pela esquerda até ser derrubado na área por Serginho, que apareceu na cobertura. Pênalti que Alberto cobrou com precisão, ampliando.

O jogo mudou à partir daí. Gabriel Húngaro saiu do banco de reservas para substituir Tone, machucado e aos 38 minutos, em jogada bem trabalhada que começou com Altino pela direita, a bola chegou ao atacante que deu toque preciso na saída de Jota, para diminuir a diferença, definindo o primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o time da Capital até poderia ter ampliado em alguns lances, como cobrança de falta de Alberto que, após desvio de Lyon, explodiu na trave. Mas a entrada de mais um garoto fez o OAC voltar ao jogo. Klisman, de apenas 17 anos, foi para o jogo e, aos 18 minutos, recebeu pela esquerda e percebeu a penetração de Húngaro na área. Fez o lançamento e, de cabeça, o atacante marcou seu segundo gol no jogo, empatando.

A virada só não veio porque, em novo lance com Klisman e Hungaro, o atacante, que chegou a marcar o gol, estava impedido. Depois, foi a vez Lyon aparecer para garantir o ponto. Primeiro em cabeceio quase à queima-roupa de Daniel, que o goleiro desviou para escanteio. Nos acréscimos, Emerson Santos invadiu a área pela direita e bateu cruzado, para nova defesa de Lyon, evitando que o placar de 2 a 2 fosse alterado.

Outros jogos

A rodada começou na quarta, com a vitória do Águia Negra sobre o ABC por 1 a 0. Nos jogos deste sábado, o Sete de Dourados venceu a Serc, em Chapadão do Sul, por 3 a 0, gols de Gugu e dois de Otacílio Neto. No Morenão, o Novo FC, de virada, bateu o Comercial por 2 a 1. Gilmar abriu o placar para o Colorado, mas Matheus e Igor mudaram o jogo. No Laertão, o Costa Rica fez 1 a 0 no Aquidauanense, gol de Muller. No Arthur Marinho, o Corumbaense goleou o Urso de Mundo Novo por 4 a 1, com três gols de Romarinho e um de Frankilin.

O Águia Negra segue na frente com 22 pontos e a segunda posição agora é do Corumbaense, com 17. Sete e Costa Rica dividem a terceira posição, com 16 pontos, com vantagem para os douradenses no saldo de gols. O Operário FC caiu para quinta posição, com 15 pontos e uma partida a menos que os dianteiros. Esses já estão garantidos nas quartas de final.

As três vagas restantes estão sendo disputadas por Comercial, sexto com 13 pontos, Aquidauanense, sétimo com 12, Serc, oitavo com nove pontos. Na zona de rebaixamento estão ABC com oito pontos, Novo e Urso estão juntos com sete, sendo que o time de Mundo Novo tem uma partida a menos. A lanterna é do Operário AC, com apenas três pontos e já com a degola definida.

 

Envie seu Comentário