Consciência Negra: ALEMS reconhece trabalho de quem luta por igualdade racial

| ALMS


Cerca de 30 pessoas receberam o Troféu Zumbi dos Palmares em sessão solene na Casa de Leis

O trabalho daqueles que lutam contra o racismo e ajudam a promover a igualdade racial no Estado foi reconhecido em noite de homenagens na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) nesta sexta-feira (19). Cerca de 30 pessoas receberam o Troféu Zumbi dos Palmares, em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado anualmente em 20 de novembro. A sessão solene foi proposta pelo deputado Amarildo Cruz (PT).

“O 20 de novembro, desde os anos 70, começa a ser discutido pelo movimento negro unificado no Brasil. Essa é uma data de referência para discutir a chaga do racismo, o isolamento do povo negro e todas as suas necessidades. É um momento de reflexão do povo negro ser incluído de forma digna na sociedade brasileira”, destacou o parlamentar, no inicio de seu discurso.

Para o deputado, nos últimos anos, foram produzidas políticas mais efetivas no combate ao racismo. “Conseguimos avançar aqui no Estado, criando lei de cotas e esse prêmio. Criamos o Dia do Orgulho Crespo. Os negros começaram a ocupar espaços de poder”, disse.  Deputado Amarildo Cruz, proponente da solenidade e da honraria

O deputado aproveitou para anunciar avanços na luta pela igualdade racial em MS. Com autorização do Governo do Estado, Amarildo anunciou que, até o próximo semestre, MS criará uma delegacia especializada em combate ao racismo. Há ainda a previsão de uma ordem de serviço para o asfaltamento da entrada de Furnas do Dionísio até Rochedinho.

Amarildo alertou que mesmo com tantos anos de luta assídua, ainda há muito o que fazer e avançar. “Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista. Tem que ser ativo, não passar a mão na cabeça, denunciar, não permitir”, enfatizou. 

Representando os homenageados da noite, o professor doutor Reinaldo dos Santos falou sobre o que significa refletir sobre a consciência negra. “É sempre bom mencionar o passado, esse passado influencia até hoje. Precisamos homenagear aqueles que protestaram e tombaram na luta, aqueles que lutaram e não puderam ver os frutos dessa luta que colhemos hoje. Estender a homenagem a todos os negros, à dona de casa, ao trabalhador, à mae de família, que contribuem com a luta no dia a dia”, disse. Professor Reinaldo dos Santos falou em nome dos homenageados

Santos também falou que as conquistas dos últimos anos têm que ser celebradas, especialmente as ações afirmativas, com as cotas raciais. “Há 20 anos a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul foi uma das primeiras que adotou afirmações para negros no ensino superior. Recentemente, uma decisão da Justiça de MS garantiu cotas raciais em seleções para servidores contratados ou temporários. Nosso país continua desigual e racista. Por isso precisamos das cotas, para igualdade”, explicou. 

Por fim, ele parabenizou o trabalho e as ações do povo negro. “Parabéns a todos nós pela luta. Temos de reconhecer a luta dos antepassados e encarar o desafio de fazer valer a igualdade racial, de fazer valer a consciência negra nesse nosso país”, disse.

“ALEMS Antirracista”

Na quinta-feira (18), a Casa de Leis lançou a página multimídia “ALEMS Antirracista” - dedicada à valorização da pessoa e da cultura negra no Estado e, também, ao combate ao racismo. A página, criada em comemoração ao Dia da Consciência Negra, é composta de textos, vídeos, fotos, infográficos e áudios. Dentre os materiais, está o e-book ilustrado “Preta, Rainha Nascida do Céu e da Terra - Uma história sobre a beleza da diversidade”. Acesse o livro e saiba mais sobre a produção neste link.

Durante a sessão solene, o papel do Legislativo na promoção da igualdade racial foi destacado pelos participantes. “Essa Casa de Leis tem papel fundamental de manter, estabelecer e assegurar o diálogo com a sociedade e que o diálogo possa induzir, de fato, políticas públicas”, afirmou o secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura de MS, Eduardo Romero. Papel da ALEMS na promoção da igualdade racial foi destacado

“A importância desse evento é imensurável. Quero agradecer estarmos aqui para celebrar. Agradecer a esta Casa que nos recebe, e dizer que o fortalecimento se dá a partir do outro, a partir dessa partilha. Juntos podemos construir políticas para fortalecer o povo negro. Aqui é um espaço para fortalecer o debate, nos unir e nos fazer presente”, destacou a coordenadora do Fórum Permanente das Entidades do Movimento Negro de MS, Romilda Pizani.

Representante da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção de Igualdade Racial do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, Vanderlei Lourenço falou da necessidade de representatividade da população negra no Legislativo. “Nossa sonho é tirar o negro da invisibilidade e fazer com que negros possam estar aqui nessa tribuna, como deputados e deputadas, representando nossa população como seus iguais”, disse.

Confira na íntegra a solenidade de entrega do Troféu Zumbi dos Palmares:



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE