Embrapa lança edital para produtores interessados em produzir mudas de amendoim forrageiro

| EMBRAPA


Produtores de mudas e sementes  interessados em propagar as cultivares BRS Oquira (mudas) e a BRS Mandobi (sementes), e utilizar a marca “Tecnologia Embrapa' podem se cadastrar para adquirir os lotes lançados pela Embrapa. As propostas serão aceitas até dia 31 de janeiro.

De acordo com o edital, a inscrição no Registro Nacional de Sementes e Mudas – RENASEM, como produtor de mudas de amendoim forrageiro, é um dos pré-requisitos para concorrer aos lotes das cultivares. Para obter informações mais detalhadas, acesse os editais na íntegra aqui .

Outro detalhe importante, é que os produtores poderão adquirir um lote de cada material ofertado. No entanto, caso ocorram  lotes remanescentes, poderão manifestar interesse em obtê-los. Da  cultivar BRS Oquira, estão sendo ofertados 144 lotes com 25 quilos de mudas brutas, ao valor de R $125,00 reais por lote, quantidade  recomendada para plantio de uma área de mil metros quadrados.

Já com relação à BRS Mandobi, a Embrapa está ofertando quatro lotes: um lote composto por 20 quilos  de sementes  da cultivar com 55% de germinação, ao valor de 3 mil reais, quantidade recomendado para plantio de uma área  aproximada de 0,25 hectares. Os outros três lotes da cultivar são compostos por 20 quilos  de sementes com 45% de germinação, recomendado para o plantio de uma área aproximada de 0,25 hectares, ao valor de R $3 mil reais cada lote. O primeiro produtor que manifestar interesse em adquirir e atender os requisitos previstos no Edital, será o contemplado com o lote com 55% de germinação.

Vantagens das cultivares

A BRS Mandobi , além de ser propagada por sementes, apresenta excelente capacidade de consorciação com gramíneas, elevado vigor e produtividade de forragem de alta qualidade. É bem consumida pelo gado,  melhorando a qualidade da dieta animal devido ao elevado teor de proteína e alta digestibilidade da planta. O material é indicado tanto para formação de pastos novos em consórcio com gramíneas, quanto para plantio em pastagens já estabelecidos.

A taxa de semeadura recomendada é de 12 quilos de sementes por hectare. Em pastos já estabelecidos, sugere-se o plantio em faixas em 50% da área. É uma leguminosa forrageira que tem como características longo tempo de vida e cobre rapidamente o sol,  protegendo-o contra o impacto direto da chuva e do sol.

Já cultivar BRS Oquira é  propagada por mudas e recomendada para solos de média fertilidade, podendo, também, ser utilizada em sistemas intensivos, com irrigação e adubação, e se destaca em relação a outras cultivares de amendoim forrageiro disponíveis no mercado por sua elevada produtividade de forragem e maior tolerância à seca. As duas cultivares foram desenvolvidas pela Embrapa em parceria com outras instituições. 

“Foram 20 anos de estudo até lançar essas cultivares. Chegamos a fase final do processo que é disponibilizar o uso para sociedade a fim de que os produtores possam usufruir dos benefícios que o ativo oferece. Para a Embrapa é um momento de grande satisfação', comenta o Chefe de Transferência de Tecnologia, Fernando Malavazi.

O atendimento aos produtores será feito pela Secretaria de Inovação e Negócios (SIN). Os interessados devem entrar em contato com o analista da Embrapa, Aureleano Silva, por meio do e-mail: [email protected] ou pelo telefone: (61) 3448-4168.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE