Governo assina contrato de R$ 3,6 milhões para obra de restauração do Castelinho, em Ponta Porã

| LEONARDO ROCHA, SUBCOM


Foto: Divulgação

Para valorizar a cultura e história de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado assinou contrato para obra de restauração do Castelinho, em Ponta Porã. O investimento será de R$ 3,6 milhões e faz parte do programa “Retomada MS”, que tem entre os objetivos recuperar e reformar espaços culturais.

A empresa vencedora da licitação terá um prazo de 360 dias (12 meses) para concluir a obra, logo após a ordem de serviços da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). O espaço que será restaurado é o antigo prédio do 4º batalhão da Polícia Militar, em Ponta Porã. A assinatura do contrato foi publicada nesta segunda-feira (07), no Diário Oficial do Estado.

“A obra neste prédio será de restauração, contando todo espaço, como calçadas, muro e dependências. Neste final de semana houve mais uma avaliação técnica do prédio e as obras devem começar no prazo de até 20 dias”, explicou a arquiteta da Fundação Estadual de Cultura, Cláudia La Picirelli de Arruda, que será a responsável pela obra.

O prédio histórico foi construído na década de 20 e já foi sede do Governo na região de fronteira de 1943 a 1946. Depois abrigou uma cadeia pública e o quartel da Polícia Militar. Na década de 90 deixou de ser utilizado pela segurança pública e agora tem a missão de se transformar em um museu, para contar e resgatar a história da cidade e do Estado.

“Estamos felizes por estar fazendo parte da história de Ponta Porã com esta restauração. Uma obra importante para a cidade, uma obra construída em 1926, e que agora passa por esta restauração importante”, afirmou o secretário de Cidadania e Cultura, José César Mattogrosso.

A obra de restauração será um marco para população de Ponta Porã. “O Castelinho é um símbolo da nossa identidade cultural, um resgate da memória e história da cidade e do Estado. A obra será muito importante porque o local está sem função desde a década de 90 e precisa ser restaurado”, explicou Eder Rubens da Silva, diretor de cultura da Funcespp (Fundação de Cultura e Esportes de Ponta Porã).

Investimentos

Este investimento do Governo do Estado faz parte do programa “Retomada MS”, que foi lançado no ano passado pelo governador Reinaldo Azambuja, com a intenção de apoiar os setores que mais foram prejudicados com a pandemia. A cultura recebeu prioridade neste pacote de obras e benefícios, sendo R$ 18,6 milhões para reformar e ampliar espaços culturais.

Além do Castelinho, entraram no pacote obras no Centro Cultural José Otávio Guizzo, Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, Igreja da Tia Eva, Memorial Apolônio de Carvalho, Casa do Artesão, Marco (Museu de Arte Contemporânea), Igreja da Candelária, Concha Acústica Helena Meireles e Restauro Vagão.

 “Trata-se de um grande investimento na melhoria das estruturas de cultura, para melhorar as condições e assim resgatar a história destes locais. Além das obras, também houve auxílio aos artistas e ainda vamos retomar os nossos festivais. São R$ 78 milhões de investimento no setor”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE