Todos somos importantes! - Wilson Aquino*

| DO AUTOR


Wilson Aquino Jornalista e Professor. Divulgação

Se as igrejas Cristãs, que são maioria absoluta em todo o mundo, são unânimes na afirmação de que “o fim do mundo” está mais próximo do que nunca e de que os “sinais” (terremotos, inundações, grandes catástrofes...) - profecias estabelecidas há milênios nas Escrituras Sagradas, prevendo que surgiriam nos últimos tempos - estão todas sendo cumpridos agora, implica concluir então o quanto todos nós, que nascemos e vivemos nesses últimos tempos, somos sim muito importantes e especiais aos olhos de Deus para o êxito de Seu Plano de Salvação  da humanidade.

Ele nos escolheu para essa etapa final e a simples conscientização disso deveria servir a cada um, a cada indivíduo (crianças, jovens, adultos e idosos) de consolo e estímulo a permanecer firme e forte no Caminho que Ele nos deixou e que são alicerçados em bons princípios morais e espirituais.

Por intermédio das Escrituras Sagradas o Senhor demonstra o quanto ama cada um de seus filhos. Ele nos deixou muitos ensinamentos e lições sobre isso, como a “Parábola do Filho Pródigo”, que conta a história de um jovem que quis sair de casa para conhecer o mundo e que acabou percorrendo caminhos tortos, sofreu demasiadamente as consequências de suas escolhas até que um dia, depois de relutar muito, voltou para casa, onde foi recebido pelo pai com grande festa. Deus espera que todos façamos exatamente isso, que nos voltemos a Ele com fé e alegria, conscientes de que esse sim é o melhor caminho para que sejamos merecedores de viver a eternidade ao Seu lado.

O Senhor também enviou seu filho amado, Jesus Cristo, para nos ensinar pessoalmente como é possível viver aqui uma vida reta, honrada e digna, respeitando e amando nosso próximo.

Tudo o que precisamos fazer é recorrermos a Ele para que tenhamos orientação e força para sobrepujar todos os obstáculos externos e internos que surgirem em nossas vidas. Com Ele na mente e no coração somos lapidados e vivemos muito melhor.

As grandes enchentes, deslizamentos de terra, seca, incêndio e o aumento da violência entre as pessoas, são indícios dos últimos tempos de vida na Terra, previstos por profetas antigos e modernos.

É por isso que somos, todos, mais importantes do que nunca para ajudarmos no êxito do Plano do Senhor, de salvar almas.

Quando o Senhor nos dá mandamentos de amar ao próximo como a nós mesmos e de pregarmos Seu Evangelho a todo povo, em todos os lugares, devemos obedecer. Essa divulgação foi facilitada por Ele, que nos deu capacidade para alavancar as tecnologias de uma maneira incrível.  Com um simples aparelho celular, qualquer pessoa fala com qualquer indivíduo em qualquer lugar do mundo.

E se nós e tantos outros à nossa volta somos capazes de mantermos milhares e até milhões de “seguidores” por intermédio das mídias sociais, por que não usamos ao menos parte disso para cumprir com esse mandamento? De pregarmos o Evangelho? De levarmos a boa informação às pessoas? De levarmos mensagens de esperança a famílias inteiras que estão perdidas, vivendo em aflição?

Penso nos ídolos das diversas áreas como esportiva, musical e cultural, que são “seguidos” por milhares de fãs capazes de copiar até seus estilos de vestir, falar e pensar. Penso no quanto poderiam contribuir para influenciar especialmente os jovens a seguirem o bom caminho. Em vez disso, lamentavelmente o que vemos, na maioria dos casos, é uma influência negativa, de coisas fúteis e banais, quando não nocivas à saúde física, mental e emocional de uma legião de fãs.

As pessoas têm o livre arbítrio para escolher como pensar e agir enquanto aqui estiverem. Porém, elas não se livrarão das consequências de suas escolhas, agora e/ou depois. Daí a importância de refletir e ponderar sobre o que estamos fazendo com a vida e a liberdade que Ele nos deu para que com o Seu Plano de Salvação, pudéssemos encontrar e permanecer no bom caminho, o único que leva a todos, agora, à verdadeira e duradoura felicidade e no futuro, à salvação.

 

*Jornalista e Professor

 
 
 
 
 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE