Servidores do Hospital da Vida e da UPA protestam e pedem apoio dos vereadores

| FOLHA DE DOURADOS


Um grupo de servidores da Fundação de Saúde de Dourados, que trabalha no Hospital da Vida e na UPA, está acompanhando a sessão da tarde desta segunda-feira (21) da Câmara de Vereadores.

Os trabalhadores protocolaram no gabinete do vereador Elias Ishy (PT), documento solicitando moção de apoio ao Projeto de Lei que tramita no Congresso Nacional que institui o piso salarial do enfermeiro, do técnico de enfermagem, do auxiliar de enfermagem e da parteira.

Também requereram ao vereador a articulação política junto à Prefeitura, visando os ajustes salariais dos servidores da Funsaud, “pois atualmente todos os funcionários de nível fundamental, médio e técnico de enfermagem estão com os salários estagnados em um salário mínimo, não recebendo ajustes de seus salários-base desde 2016'.  

Além da defasagem salarial, os funcionários do HV e da UPA convivem dia-a-dia com o caos, diante da absoluta falta de estrutura para trabalhar, como falta de insumos, de medicamentos, de material de limpeza e com inundações durante as tempestades.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE