Galvão Bueno deixa as narrações na TV Globo após a Copa do Mundo: 'Tudo tem seu tempo'

Narrador afirmou que pretende investir mais em plataformas digitais e que deve seguir trabalhando até às Olimpíadas de Paris em 2024

| LANCE! / LANCE!


Galvão deve seguir um novo caminho em 2023 (Reprodução/SporTV)

Pouco tempo depois de Galvão Bueno anunciar pelas redes sociais que o jogo do Brasil contra o Chile, nesta quinta-feira, será seu último no Maracanã como narrador da Seleção, o jornal 'O Globo' publicou entrevista com o narrador que confirmou que ele deixa as narrações na TV no fim do ano, sendo a Copa do Qatar seu último grande evento. > É nesta sexta! Veja como estão os potes para o sorteio da fase de grupos da Libertadores 2022 > Sete brasileiros estão na disputa: veja os clubes de cada pote do sorteio da Sul-Americana 2022

- Eu diria que hoje tenho uma consciência de que seria minha última Copa do Mundo narrando em TV. Tudo tem seu tempo. Mas, ao mesmo tempo, que termina o contrato para essa minha sequência de 41 anos na Globo, com trabalho do dia a dia, programa, narração de jogos, com essas coisas, a tendência nessa conversa é que isso pare depois da Copa do Mundo. Mas estamos negociando outras coisas. Outros caminhos. - disse. Galvão afirmou que pretende investir mais em plataformas digitais e que deve seguir trabalhando até às Olimpíadas de Paris em 2024. - E, muito provavelmente, muita coisa nesse mundo digital e outras plataformas dentro do Grupo Globo. A Globo é minha casa. Eu tenho contrato com a Globo até o fim do ano. E a gente resolveu que iríamos investir muito na minha participação na Olimpíada e, esse ano, seria seleção brasileira e Copa do Mundo. E estamos conversando para ver o que será depois do dia 18 de dezembro, que é o dia da final. Espero estar com saúde para estar lá - concluiu.

Galvão afirmou que o anuncio não é um adeus à profissão. -  Globo é minha casa. Então, a nossa conversa nesse momento é: o que irá acontecer, como deixaremos as portas abertas e que porta será utilizada depois do dia 18 de dezembro. É impossível você dizer no mundo “não, nunca mais'. A vida me ensinou isso. Mas neste momento eu diria, narração em TV aberta, não mais. Galvão Bueno estreou na Globo em 1982 e desde então, protagonizou momentos importantes da Seleção Brasileira, como o tretacampeonato do mundo em 1994 e o penta, em 2002. Venceu cinco vezes o prêmio da Associação dos cronistas esportivos e também somou passagens rápidas por Band, Record e a extinta TV OM.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE