Chuvas ficaram acima da média histórica em boa parte do Estado nestes primeiros 15 dias de abril

| GOVMS / LGOMES


Nos 15 primeiros dias de abril as chuvas ficaram acima da média histórica em grande parte do Estado, tendo um aumento entre 100% a 150%. Esta avaliação foi feita pelo Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de MS). Para isto foram analisados dados do MERGE/INPE, INMET/SEMAGRO e CEMADEN.

A média histórica da região Sudoeste para este período (1° a 15 de abril) de chuvas é de 40 a 60 mm. Já região pantaneira 30 a 50 mm, região Leste (30 a 40 mm) e Centro-Norte de 30 a 50 mm.

Entretanto, neste ano, a região Sudoeste teve entre 120 a 240 mm. Enquanto que a Centro-Norte chegou até 120 mm. Já as regiões Leste e Pantaneira ficaram em 80 mm. Segundo o Cemtec estes acumulados de chuvas se associaram a passagens de frentes frias, transporte de umidade e instabilidade termodinâmica local, que se juntaram a chuvas isoladas típicas da época do ano.

Municípios da região sudoeste, entre eles Itaquirai e Mundo Novo, apresentaram chuvas acima de 150 mm. De acordo com o Cemtec estas chuvas intensas na região ocorreram devido a combinação de vários fatores meteorológicos, entre eles um sistema de baixa pressão atmosférica no Paraguai e um fluxo anômalo, que transporta ar quente e úmido vindo da Amazônia.

Outra combinação de fatores gerou as chuvas excessivas na região Sul do Estado no dia 12 de abril. Sidrolândia, Nova Alvorada do Sul e Ribas do Rio Pardo ficaram acima de 80 mm nesta quinzena, enquanto as cidades como Corumbá, Bela Vista e Três Lagoas e Camapuã tiveram cenários bem diferentes, com as chuvas abaixo de 30 mm.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE