Leia Coluna do Jonas deste sábado, 23

| REDAçãO


Jonas Alves da Silva - Silva Junior. Arqivo

Dourados, 23 de Abril 2022 – Dia Mundial do Escoteiro. Dia do Serralheiro. Dia do Torcedor Corinthiano. Dia Nacional da Educação de Surdos. Dia Nacional do Choro. Dia de São Jorge. Dia Mundial do Livro.

Pensamento: "Solto tudo que me prende para me prender a tudo que me liberta." Musica: Pessoa - Dalto – Sugestão DJ Mateus Gnutzman

Niver: Jorge Antonio Rossetti Otero, Jorge Rodrigues de Castro, Amarildo Ados, Ezequiel Do Samu, Marcelo Leite, Silvio Falck, Rivael Raidan De Morais, Francielly Tuneca Belizário - Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. Salmos 90:12

Rodada Adiada

O tempo chuvoso em Dourados, neste sábado, 23 de abril, a rodada numero seis da Copa Gazeta MS Sub 11 Futebol de Campo 2022, foi cancelada. A decisão foi elogiada por dirigentes de equipes, pais de atletas e simpatizantes do esporte de base. Assim, os confrontos entre Ceart x Pro Gol B e Instituto Aefa x Pro Gol C, fica para outra data a ser definida pela Comissão Organizadora. Show!

Horário especial

A partir do dia 25 de abril (segunda-feira), os Cartórios Eleitorais de Mato Grosso do Sul e as Centrais de Atendimento ao Eleitor terão horário especial de atendimento ao público, que passa a ser das 8h às 19h.

 A determinação consta da Portaria 151/2022, assinada na quarta-feira (20), pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), desembargador Paschoal Carmello Leandro.

TítuloNet

O horário de atendimento especial, que segue até o dia 4 de maio (exceto nos dias 30 de abril e 1º de maio), considera o aumento da demanda pelo atendimento presencial nas Centrais de Atendimento, Cartórios Eleitorais e Postos de Atendimento ao Eleitor.

Vale lembrar que o atendimento continua sendo prioritariamente pela Internet, por meio do TítuloNet, com o atendimento presencial destinado aos que não tem acesso à internet ou que tenham dificuldades com o uso da tecnologia.

Fim da emergência

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assinou ontem (22) portaria que estabelece o fim da Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (Espin) por conta da Covid.

A portaria assinada pelo ministro entrará em vigor 30 dias após a publicação no "Diário Oficial" da União.

Em vigor há 2 anos

O estado de Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional por conta da Covid entrou em vigor em fevereiro de 2020, poucos dias depois de a OMS declarar emergência internacional de saúde pública.

A norma permitiu que o governo federal e os governos estaduais e municipais tomassem uma série de medidas, como o uso obrigatório de máscaras e a autorização emergencial para vacinas.

O que muda?

Segundo o próprio ministro da Saúde, poucas coisas na rotina de combate à Covid devem mudar, porém, ela pode tirar parte da autonomia local que foi cedida aos prefeitos e governadores durante a pandemia. divulgou o g1.

"Não muda muita coisa já que a principal política foi a vacina. Outras ações como a atenção primária na saúde foi reforçada, ela não irá diminuir. O que muda é essa questão de se restringir as liberdades individuais de um gestor local. Isso cria mais divergência do que uma situação efetiva de combate à situação pandêmica no Brasil", declarou Queiroga.

Maior bancada

Depois da recente janela partidária, diversos deputados e senadores mudaram de partido político. Além disso, houve uma grande fusão partidária entre DEM e PSL, que resultou no partido União Brasil. Mesmo após essas mudanças, o MDB manteve o posto de maior bancada partidária do Senado, com 12 senadores.

Atualmente, estão representados na Casa 16 dos 32 partidos políticos regularmente registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE),  conforme informou a Agência Senado.

Demais bancadas

A segunda maior bancada do Senado é a do PSD, com 11 senadores. O PL tem 9 senadores. Podemos e União Brasil, 8 cada um.

O PP e o PT têm cada um 7 representantes, seguidos de PSDB com 6 e PDT com 4. O Pros e o PTB têm 2 senadores cada. Cinco partidos contam com apenas um representante cada no Senado: Cidadania, PSB, PSC, Rede Sustentabilidade e Republicanos.

Regras

Entretanto, os senadores podem mudar de sigla a qualquer momento, ao contrário dos deputados federais, como lembra o consultor legislativo do Senado Gilberto Guerzoni. Segundo a legislação, senadores não perdem o mandato no caso de mudança de sigla a qualquer tempo, diferentemente dos deputados.

“Essa regra não se aplica aos eleitos pelo sistema majoritário: os chefes do Poder Executivo e os senadores. Os senadores, tanto na legislação quanto no entendimento consolidado do Poder Judiciário, podem mudar de partido a qualquer momento sem sofrer nenhum tipo de penalidade por isso”, afirmou o consultor em entrevista à Rádio Senado.

Votações difíceis

Guerzoni também avalia que, com tantas legendas representadas na Casa, as negociações para votação de matérias tendem a ser mais difíceis e trabalhosas.

O Senado é composto por 81 senadores: 3 por estado mais 3 do Distrito Federal. Nas eleições de 2022 serão eleitos 27 senadores, um por unidade federativa. No Senado os partidos políticos também se organizam em blocos parlamentares.

 Telefones úteis em Dourados

Quantas vezes a gente já precisou fazer uma ligação de emergência, mas não lembrou ou não sabia o número do telefone. Pensando nisso, a Gazeta MS publica alguns números que, se for preciso, serão facilmente encontrado.

Anota aí:

Polícia Militar: 190

Bombeiros: 193

Guarda Municipal: 199 e 153

Polícia Rodoviária Federal (PRF): 191

Polícia Rodoviária Estadual (PRE): 198

SAMU: 192        

Polícia Civil - SIG (67) 3411-8080

Aeroporto (67) 3411-7936

Utilidade Publica

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.
Logo publicaremos outros números de emergência. 

[email protected] 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE