Após oito anos de tentativas e agora grávida de gêmeos, enfermeira finalmente vai comemorar o Dia das Mães

Para celebrar a realização do seu sonho, Keli fará um chá revelação

| ASSESSORIA


ó quem é mãe sabe a intensidade do amor, da responsabilidade e de tantos outros sentimentos misturados ao mesmo tempo quando o assunto são os filhos. Até aquelas frases mais clichês, que sempre ouvimos, tornam-se absolutamente reais e fazem todo o sentido quando nos tornamos uma delas.   

Outro sentimento que compartilhamos é a espera por uma gestação. Muitas vezes é bem rápida, mas em outros casos, leva anos para se concretizar, e esse processo é bem doloroso, mas, quando esse dia chega, é quase impossível expressar em palavras o que sentimos.   

Casada há 11 anos e depois de oito tentando engravidar, um período que envolveu tratamentos, duas cirurgias, muitas frustrações e momentos muito dolorosos, e quando já havia praticamente desistido de ser mãe, Keli Cristina Sant’Ana, enfermeira hospitalar da Unimed Campo Grande, teve uma grande surpresa.  Sem sequer imaginar, descobriu a gravidez, e a surpresa foi ainda maior porque depois de tanta espera, soube que neste ano será mãe de dois bebês, de uma só vez.   

“Quando peguei o resultado do exame beta HCG (teste de gravidez) e deu positivo, quase não acreditei, foi uma mistura de sentimentos, pensei que estivesse errado porque eu achava que não poderia mais ter filhos. Então liguei para o meu médico desesperada, repeti o teste e quando veio a confirmação foi um momento inesquecível. Acho que nunca mais vou ter a mesma sensação na minha vida”, fala emocionada.    

Aos 39 anos, grávida há pouco mais de cinco meses e ainda sem saber o sexo dos bebês, Keli define a gestação de gêmeos como a fase mais importante de sua vida. “Quando tinha praticamente desistido de ser mãe, porque já vou fazer 40 anos, Deus me presenteou. Estou muito feliz com meus bebês aqui dentro, crescendo saudáveis, a cada ultrassom é uma alegria, uma sensação maravilhosa. Hoje eu sou a mulher mais feliz que existe por carregar duas bênçãos no meu ventre”.  

Ansiosa, como a maioria das mulheres fica ao esperar pela chegada de um filho, ela segue preparando tudo enquanto espera os pequenos ou as pequenas. Para celebrar ainda mais a realização desse sonho fará um chá revelação, reunindo os familiares e os amigos mais próximos. Afinal, ela e o esposo, Luiz Augusto Cruz de Abreu, sempre contaram com uma grande torcida para que esse momento chegasse, e ele chegou de uma forma muito linda e especial para eles.   

Mesmo sem ainda ter seus filhos no colo, Keli já é mãe, e no próximo domingo, Dia das Mães, vai poder, finalmente, comemorar essa data tão especial. “Ser mãe é uma dádiva de Deus, é poder carregar no seu ventre uma pessoinha, e no meu caso duas pessoinhas, que dependerão 100% de mim. Por isso, hoje eu posso dizer que estou muito feliz e vivendo um amor infinito”.  

 

Clique aqui e confira a história da Keli Cristina! 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE