Mato Grosso do Sul receberá a maior autoridade de Krav Maga da América Latina

O israelense, Grão Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-vermelha – 8º Dan), que trouxe o Krav Maga de Israel para o Brasil, estará avaliando os praticantes do estado de Mato Grosso do Sul


No dia 19 de maio, Campo Grande receberá a visita ilustre da maior autoridade do Krav Maga na América Latina, Grão Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-vermelha – 8º Dan), que vai avaliar, pessoalmente, a evolução dos praticantes da defesa pessoal israelense do estado de Mato Grosso do Sul.  

É com esse cuidado e responsabilidade que Grão Mestre Kobi comanda a Federação Sul Americana de Krav Maga, referência mundial em qualidade e precursora do Krav Maga na América Latina, representada no estado pelo Instrutor Giulio César.  

“Receber Grão Mestre Kobi em nosso estado é importante para que os praticantes possam conhecer uma das principais referências mundiais que ainda preserva o Krav Maga da forma como foi criada em Israel, na década de 40, por Imi Lichtenfeld”, afirma o Instrutor Giulio César. E lembra: Grão Mestre Kobi foi aluno direto de Imi e seu primeiro faixa-preta autorizado a difundir o Krav Maga fora do Estado de Israel.  

Mato Grosso do Sul se destaca na prática do Krav Maga – tanto no mundo militar, quanto no civil, cada vez mais aumenta a procura pela modalidade israelense de defesa pessoal por sua eficiência. “Por ter sido criado para possibilitar que qualquer pessoa, homem ou mulher, independentemente de sua idade ou preparo físico, pudesse se defender de um ou mais agressores, armados ou não, a procura pelo Krav Maga é crescente e bastante diversificada”, conta Giulio. 

Reconhecida como técnica de defesa pessoal, a modalidade tem a função de preparar a pessoa para se defender ou mesmo de evitar uma possível agressão. Quando o aluno pratica Krav Maga com um profissional devidamente habilitado, ele desenvolve habilidades físicas e mentais para que possa controlar o medo e as suas reações.  

A combinação do controle emocional com as técnicas simples e eficientes do Krav Maga, que buscam neutralizar o agressor, atingindo seus pontos sensíveis e vitais, como olhos, nariz, garganta, região genital etc, faz com que o praticante esteja apto para sair de qualquer situação de violência. Os benefícios vão além da melhoria na condição física, formando pessoas mais autoconfiantes, mais atentas e até mesmo mais solidárias com o outro. “Mas tudo isso só acontece quando o treinamento é ministrado por profissionais devidamente habilitados, como a Federação Sul Americana de Krav Maga garante”, reforça o Instrutor Giulio Cesar.  

O resultado do trabalho da Federação Sul Americana de Krav Maga tem sido reconhecido. Em maio de 2019, a Câmara Municipal de Campo Grande homenageou Grão Mestre Kobi com a placa de Visitante Ilustre de Campo Grande. Já em abril deste ano, foi sancionada pelo Governo do Estado a Lei 5.864, que institui o Dia do Krav Maga no Estado de Mato Grosso do Sul, a ser celebrado, anualmente, em 10 de março – dia em que a Federação Sul Americana de Krav Maga chega a Mato Grosso do Sul pelas mãos do Instrutor Giulio Cesar.  

Sobre a Federação Sul Americana de Krav Maga - referência mundial em qualidade, é a precursora do Krav Maga na América Latina. Conta com representação no Brasil, México, Argentina e Portugal, onde trabalha pela preservação da filosofia, didática e técnica do Krav Maga, tal como foi criado e ainda é aplicado em Israel. É presidida por Grão Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-vermelha – 8º Dan), aluno direto do criador do Krav Maga, Imi Lichtenfeld e seu primeiro aluno a sair de Israel para difundir a modalidade. Vivendo no Brasil desde 1990, Grão Mestre Kobi forma e atualiza pessoalmente seus instrutores, garantindo a qualidade e a ética do Krav Maga praticado na Federação Sul Americana de Krav Maga. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE