Mato Grosso do Sul, Quinta-feira 21 de março de 2019

Marçal, técnico do Misto vê evolução no time

Fonte: JPTL Rafael Rossi

Treinador afirmou que jogadores doaram-se o máximo possível dentro de campo Treinador afirmou que jogadores doaram-se o máximo possível dentro de campo

A evolução técnica e tática da equipe do Misto foi visível no empate por 1 a 1, sábado, no estádio “Madrugadão” contra o Aquidauanense. Esta é a visão do técnico João Francisco Marçal. Para ele, o resultado e a forma com que o time se comportou em campo contra o atual vice-campeão estadual devem ser ressaltados. O resultado valeu o primeiro ponto ao time três-lagoense na tabela e a sexta posição no grupo A.

Cerca de 1100 torcedores compareceram à partida contra o time de Aquidauana e comprovaram a expectativa da diretoria, que previa entre 1000 e 2000 pessoas. E a torcida viu o time dominar a primeira etapa e abrir o placar aos 37 minutos com o “zagueiro-artilheiro” Nilton, de cabeça. Na segunda etapa, aos 17, Toledo empatou o duelo. A queda de rendimento do Misto nos 45 minutos finais gerou alguns protestos da torcida. O clima esquentou quando Marçal precisou tirar de campo o meia-atacante Rodrigo Goiano, que estava com cãibras. “Não sei por que xingaram. Eu ia tirar o Maurinho, mas o Goiano pediu para sair. Ele tem 33 anos e é essencial para a equipe. Não quis provocar um problema muscular nele”, explicou o comandante.

DISCUSSÃO

O técnico do Misto explicou que só falou com algumas pessoas para proteger os atletas. “Estava dando entrevista e o Maringá passou extenuado quando o chamaram de vagabundo. Aí fui obrigado a intervir. Todo mundo deu o máximo de si dentro de campo. As pessoas deveriam ajudar ao invés de fazer isso. Só cobrar sem saber das nossas dificuldades é fácil”, lamentou Marçal.

ELOGIOS

A boa presença de público foi elogiada e o treinador contou que apenas uma pequena minoria quis tumultuar. “Foram uns três [torcedores] apenas que criticaram. Esse pessoal fala sem saber o que está acontecendo”, frisou. Para ele, o que vale é a evolução do time. “Jogamos contra o atual vice-campeão, que tem a base do ano passado mantida e daqui a dez dias vai jogar a Copa do Brasil. Fomos muito bem. Até o presidente e o técnico deles nos elogiaram”, salientou Marçal. No sábado, dia 25, o Misto joga contra o MS Saad no estádio Jacques da Luz, em Campo Grande.

Mais notícias, fotos e vídeos do Misto

Tabela, fotos e vídeos do Estadual Série A


comments powered by Disqus